sábado, 4 de junho de 2016

Meritocracia



Acabei de ler a reportagem da neurocientista Suzana Herculano-Houzel (na revista Piauí de maio) que recentemente mudou-se para os EUA após uma oferta irrecusável de trabalho. A descrição que Suzana faz do nosso sistema acadêmico e de pesquisa é angustiante, não que seja desconhecido, mas perceber as dificuldades que um cientista de ponta enfrenta em nosso país é terrível... O Brasil tem um problema sério com a meritocracia e enquanto ele não resolver isso não teremos um desenvolvimento sustentável. Enquanto os profissionais não forem julgados pelas suas capacidades e pelo seu esforço na busca pelo auto-desenvolvimento continuaremos a ser uma não de terceira categoria.... Sem estímulos não é possível o incentivo pela produção de pesquisa, trabalho exaustivo e de muita dedicação. É necessário o reconhecimento daqueles que se propõe a trabalhar e desenvolver-se. Enfim... o Brasil continua insistentemente marchando na direção errada....