segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Para pensar....O novo contrato social (econômico)



O contrato social esta migrando dos seus fundamentos éticos/morais/religiosos para um conceito regulamentare basicamente econômico? Assim sendo os indivíduos testando, em uma sociedade basicamente líquida,  seus limites (normalmente adaptáveis...) e novas interpretações ? 


Aquilo que o mercado aprova, ou que é neutro, poderia ser experimentado pelo indivíduo e posteriormente pela sociedade como um todo? 

A ética e a moral ainda conseguiria se impor ante a perspectiva do lucro? Ou melhor apesar do lucro? Ou seria este a ultima medida ao qual o homem interpreta o mundo? 

Nenhum comentário: