terça-feira, 31 de maio de 2011

Sobre moinhos e monstros.....

As vezes, não raras, sinto-me como Dom Quixote, que parte para lutas que parecem serem somente minhas, contra moinhos em forma de monstros. Muitas vezes paro e penso se estou no caminho certo.... até algum tempo atrás achava que sabia quais eram os caminhos e como trilha-los. Hoje já não tenho tanta certeza, uma das bençãos(?) da maturidade é a perda das certezas.

Sempre tive medo do momento da vida que paramos e olhamos para trás, esta é a verdadeira encruzilhada.

Tenho uma inveja santa daqueles que não enxergam os tons cinzas, dos donos das verdades. É claro que não produzem um mundo melhor, mas parecem serem mais felizes.....

É hoje o dia não foi bom.....

domingo, 29 de maio de 2011

Conceito de Fé no Novo Testamento.


Estou iniciando minhas pesquisas para o artigo acadêmico para a especialização em Teologia do Novo Testamento pela Faculdade Batista, ainda estou no começo desta especialização mas sei do trabalho que dá elaborar um artigo acadêmico e como a pressão aumenta no final... então o melhor é começar logo....


Minha linha de pesquisa, em princípio,  vai ser a comparação entre o conceito de fé presente nos evangelhos e nas epístolas paulinas, e contrapor com entendimento de fé que aparece em muitos meios evangélicos na atualidade.

Como ainda é uma exploração pode ser que o tema mude, ou fique mais limitado. Já separei na minha biblioteca em torno de 20 livros que tocam neste assunto, fora o material de apoio como Bíblias, comentários e dicionários bíblicos.... Vai ser um período bem cheio rsrsr....

Desde já aceito sugestões de literatura, opiniões e dicas. A medida que minhas leituras e entendimento deste assunto forem progredindo estarei postando  aqui. 
Bom então, mãos à obra. 

quinta-feira, 26 de maio de 2011

"KIT-GAY" - Os fins justificam os meios????


O Evangelho é loucura para os homens.... Em uma sociedade permissiva a frase os fins justificam os meios parece coerente. Mas ser cristão é nadar contra a maré. A bancada evangélica e católica conseguiu barrar o famoso "kit - Gay", mas a que preço? Foi através de um debate entre os nobres legisladores? um debate com a sociedade ? um convencimento das autoridades? Não! Ao que tudo indica a tal bancada " negociou" o caso Palocci, ou seja se o governo barrar o kit a bancada barra a investigação do patrimônio de Palocci. 


Porém lamento dizer que para o verdadeiro cristianismo os fins não justificam os meios. 

Novamente me sinto envergonhado com tamanha negociata..... E de boas intenções o inferno está cheio.....

domingo, 22 de maio de 2011

Harvey Fineberg: ESTAMOS prontos para uma neo-Evolução?

A rápida palestra de Harvey Fineberg para o TED tem a capacidade de deixar-nos maravilhados e inquietados ao mesmo tempo. Primeiro que o acenar com possibilidades da engenharia genética possibilitar um avanço na qualidade de vida é algo que nos deixa bem animados, afinal será que qualquer um de nós não lançaria mão, se houvesse possibilidade hoje, de submeter-nos a uma intervenção genética que possibilitasse uma memória melhor? uma capacidade física melhor? Hoje já não usamos algum tipo de droga, seja natural ou química para nos manter mais alertas ou com uma melhor capacidade cognitiva ? ( café é um exemplo simples disso.)  
Porém ao mesmo tempo a possibilidade de um uso descriminado por apenas uma parcela da sociedade ou de algum país para a sua supremacia, não seria o sonho dos neo-nazistas? A manipulação genética da geração futura é algo que desejamos? Será que todos os riscos e impactos destas possibilidades estão devidamente mapeadas? Como Harvey disse em um curto espaço de tempo isso será possível, mas fica a pergunta básica : Apesar de podermos, Devemos? 
Abaixo o vídeo para reflexão.

domingo, 15 de maio de 2011

Se o futuro passa pela educação......


Ao assistir o vídeo da entrevista de Rubens Alves no programa provocações fique a refletir sobre a questão da educação, do acesso a informação ao desejo de ler e ao simples fato de querermos isso. 

Como professor de teologia fico extremamente preocupado, pois acredito ser esta uma das áreas das ciências humanas em que mais se devia exigir o aprofundamento em leituras, e falo aqui não somente de leituras técnicas, mas as leituras que ajudam a formar o indivíduo. Fico espantado com a falta de interesse que muitos apresentam  quando se defronto com um livro, e como muitas vezes nós professores deixamos de estimula-los ao hábito de folhear um bom compêndio. 
Deixo abaixo uma pequena reflexão provocado por uma questão da matéria de Didática do Ensino Superior do Curso de Pós-Graduação em Teologia do Novo Testamento que estou cursando.

A sala de aula é um organismo vivo. O que esta afirmação implica em relação ao planejamento? Responda em uma lauda apenas.


 primeira implicação que vejo nesta afirmação é que o planejamento não pode ser estático e inflexível.
A sala de aula não é um organismo fechado. Ela sofre influências externas, seja dos indivíduos que participam dela seja da sociedade como um todo que apresentam novos paradigmas e conceitos que podem influenciar no entendimento dos alunos sobre o mundo.



Esta constatação não nos deixa um pouco sem chão com relação ao planejamento? Entendo que sim e que não. 



Sim porque tudo aquilo que traz mudanças muitas vezes nos deixa ansiosos e angustiados, por isso o planejamento deve levar em conta a possibilidade de flexibilização. Importante neste aspecto é no planejamento tentar antever tudo que pode influenciar e interagir com este organismo vivo que é a sala de aula. 
Essa tentativa de previsibilidade requer um momento de reflexão sobre as questões e os significados da sala de aula, e a experiência pode lançar um importante auxilio nesta aspecto, se não sei quem serão meus alunos neste ano, posso olhar para os alunos do ano passado e tentar entender quais foram os principais problemas e fatores que “interagiram” com a sala de aula. Quais foram os principais problemas? Quais foram as principais dificuldades qual o feedback que obtive da sala no ano anterior para que não repita as falhas que cometi e quais os acertos que facilitaram o aprendizado? 



A ementa que foi aplicada no ano anterior atingiu seus objetivos? Os pontos que estão definidos como objetos de conhecimento ainda são relevantes? Não há novas perspectivas e olhares com que faça que esta ementa se torne defasada?



E deve ser com estas inquietações que devemos nos posicionar frente a sala de aula.

O corpo de Cristo = Igreja ?

Hoje muitas pessoas perguntam quem precisa da igreja, para que ela serve? Não posso ser um bom cristão sem participar de uma igreja?
Será que sabemos qual a função da Igreja? Qual o seu papel no mundo contemporâneo?
Se nos olharmos para os evangelhos e depois para o livro de atos, nos podemos ver a formação de um grupo de pessoas que inicialmente tinham ouvido a palavra de Jesus, que se reunião a volta dele onde ele estava, e ali ouviam suas mensagens e ensinamentos.
Jesus mesmo enviou seus discípulos para levarem a palavra de Deus, e isso dificilmente era feito individualmente, mas sim através de grupos reunidos.
A palavra Igreja no original grego é ekklesia que por sua vez tem origem no termo ek-kaleo, que se empregava para a convocação do exército para reunir-se, mas ekklesia passou a ter o significado de reunião de assembléia do povo de uma polis, cidade.
Os escritores sagrados empregam esta palavra para designar uma comunidade que reconhece o Senhor Jesus Cristo como supremo legislador, e que congregam para adoração religiosa, Mt 16: 18; 18: 17; At 2: 47; 5: 11; Ef 5: 23, 25.
Está comunidade então que se reúne para professar sua fé, e vive-la de forma completa, podemos chamar então de corpo de Cristo.
Hoje podemos falar de igreja praticamente de 4 formas:
1 - Todo o povo de Deus pelos séculos
2 – Comunidade local do santos (A igreja Primitiva)
3 – Todo o povo de Deus de Determinada época ( em um determinado momento histórico), a igreja chamada Universal.
4 – A Igreja dentro da Igreja
Pudemos perceber um pouco do desenvolvimento natural que a igreja sofreu, claro que não se pretende aprofundar este desenvolvimento em um espaço tão curto, mas deixar claro que na verdade a igreja nunca deixou de ser um ajuntamento, uma reunião de pessoas, mas não uma simples reunião há um objetivo e um sentido nesta reunião, este ajuntamento é de pessoas que professam a mesma fé, que compartilham, congregam, e louvam a Deus.
E dentro desta ekklesia, desenvolve-se a vida cristã, e um dos aspectos da vida cristã é o serviço cristão, a Igreja desde o seu principio foi paulatinamente se estruturando até chegarmos ao que temos hoje, uma igreja com departamentos, estruturas e funções...
De forma alguma isto é errado, a sua estrutura e divisão visa a sua maior eficiência, temos exemplos disso no livro de atos e nos evangelhos, isto deixa-nos claro John Stott, quando afirma[1] : “A comunidade cristã é o cuidado cristão, e o cuidado cristão é o compartilhamento cristão”.
A igreja tem em seu cerne propagar a palavra de Deus, o Evangelho e de ser Sal e Luz em uma sociedade envolta em trevas.
Então podemos dizer que a finalidade da Igreja pode ser dividida em Adoração, Edificação do corpo e Misericórdia, entendendo que o conceito usado aqui de misericórdia vai além do simples assistencialismo, mas o que envolve todo o conceito de missão integral.
Em uma época em que o conceito de Igreja tem sido tão deturpado, sendo utilizada como meio de alcançar poder e riqueza, temos a responsabilidade de vivermos igreja, a igreja naquele sentido mais puro, ouvir, viver e transmitir o Evangelho.


[1] Stott, John R. - A mensagem de Atos. Pg 89 – Ed. ABU

segunda-feira, 9 de maio de 2011

O Estado e a Religião.

O Estado brasileiro é laico. Isto quer dizer que o mesmo não se fundamenta em nenhuma estrutura religiosa para legislar. Houve um tempo em que não era assim, o Estado tinha uma religião oficial, e no caso do Brasil era a Católica. Segundo o site JusNaveganti  no Brasil, a separação entre a Igreja e o Estado foi efetivada em 7 de janeiro de 1.890, pelo Decreto nº 119-A, e constitucionalmente consagrada desde a Constituição de 1.891. Até 1.890, o catolicismo era a religião oficial do Estado e as demais religiões eram proibidas, em decorrência da norma do art. 5o da Constituição de 1.824. O catolicismo era subvencionado pelo Estado e gozava de enormes privilégios.


A atual Constituição brasileira, de 1.988, proíbe, em seu art. 19, à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios, "estabelecer cultos religiosos ou igrejas, subvencioná-los, embaraçar-lhes o funcionamento, ou manter com eles ou seus representantes relações de dependência ou aliança, ressalvada, na forma da lei, a colaboração de interesse público."
Bem, sou completamente a favor da separação entre o Estado e a Religião, digo isto com base em avaliações de muitos paises que possuem uma religião estatal ou melhor um estado religioso, como ocorre em muitos países muçulmanos
É dever do Estado assegurar o direito e impor os deveres dos cidadãos de forma igualitária independente de cor, sexo ou opção religiosa. 
Nós religiosos devemos nos manifestar em questões éticas e morais pertinentes ao nosso sistema religioso, seguindo os preceitos de Cristo, isto é, demonstrando amor e colhendo ao pecador, categoria esta que nós também estamos incluídos
Ao querermos inferir em preceitos jurídicos da sociedade laica estamos no fundo desejando um estado religioso, e como já disse acho um estado religioso muito perigoso. Em muitos países muçulmanos o apedrejamento de mulheres adulteras é uma penalidade "judicial" aceita em decorrência de uma leitura radical do Alcorão. Bem, a Bíblia também pune com apedrejamento as mulheres adulteras, como nos indica o AT. Quem poderia garantir que um estado religioso Cristão não adotaria a mesma interpretação para "legislar" nestes casos? 
Desejo ardentemente que esta separação entre o Estado e a Religião continue existindo, somente desta forma a Religião não deve impor seus desejos às leis do Estado e da mesma forma o Estado não deve legislar sobre questões religiosas. Exemplo prático : A união entre casais de homoafetivo pode e deve ser realizada em qualquer cartório que possa lhes dar as garantias legais. Um casamento homoafetivo não pode ser imposto para ser realizado em uma igreja cristã, que por preceitos religiosos não pode efetuar tal união. 
Liberdades e Direitos são assuntos complexos e que devem ser amplamente debatidos pela sociedade. Posições extremistas devem ser evitadas.  A máxima de que um direito acaba quando começa o direito do outro ainda é válida. 

terça-feira, 3 de maio de 2011

Insanidade ao máximo....

O que esperar de uma sociedade como esta? Melhor, o que esperar de um mundo como este?
Sempre acreditei na capacidade evolutiva do ser humano, porém olhando os últimos tempos fico com sérias duvidas....


Morte de Bin Laden estampa camisetas, canecas e calcinhas nos EUA



Menos de 48 horas após o anúncio da morte de Osama bin Laden, a indústria norte-americana já oferece uma coleção de produtos inspirados na operação militar norte-americana que levou ao assassinato do terrorista saudita.
A lista do material “comemorativo” é oferecida principalmente no tradicional trio camiseta-boné-e-caneca, mas é possível encontrar até mesmo roupinha para cachorro estampada com “Justiça!” e o mundialmente famoso rosto do Bin Laden.
O tema aparecia na loja virtual da “Zazzle.com” nesta terça-feira (3) entre as suas três coleções com mais destaque: “dia das mães”, “Bin Laden morto” e “camisetas incríveis”. Na “T-Shirt Hell”, a camiseta temática “pegamos ele!” foi a mais vendida do dia.
Na “CafePress.com” — loja virtual de “presentes e camisetas criativas” — um pijama com o texto “Game Over, Bin Laden” sai por US$ 34,50 (cerca de R$ 55). Já um babador para bebês com o desenho de uma metralhadora sai por US$ 12 (cerca de R$ 20) – o mesmo preço da calcinha que comemora a morte do saudita.
A coleção inclui ainda garrafas térmicas, blusas, aventais, tops femininos, sacolas, bonés, gorros e roupas para gestantes.
Direto do Pavablog.

domingo, 1 de maio de 2011

Leituras


Estou finalizando a leitura do livro Apologética cristã no século XXI,  de Alister McGrath, da Editora Vida (selo Vida Acadêmica), 360pg. O livro  consiste em uma introdução para a apologética cristã clara e simples, porém sem ser simplista. A forma como Alister escreve desperta o gosto pela apologética e a forma como ele a contextualiza possibilita uma leitura agradável e esclarecedora. Recomendo. 

Lâminas com possíveis textos sobre os últimos anos de Cristo

Artefatos descobertos em uma caverna remota na Jordânia poderiam oferecer um relato contemporâneo dos últimos anos de Jesus.
A nota é de Guillermo Caso de los Cobos, publicada no blog Terrae Antiqvae, 24-03-2011. A tradução é de Moisés Sbardelotto.
O achado dos pergaminhos e de 70 códices de chumbo – pequenos volumes do tamanho de um cartão de crédito – contendo a antiga escrita hebreia e falando do Messias e daRessurreição despertou o interesse dos estudiosos da Bíblia. Grande parte da escritura está em código, mas os especialistas decifraram as imagens, símbolos e diversas palavras. Os textos poderiam ter 2.000 anos.
Alguns acadêmicos mostram-se céticos com relação à descoberta, já que foram inúmeras as fraudes e as falsificações sofisticadas produzidas nos últimos anos.
Muitos dos códices estão selados, o que sugere que poderiam ser escritos secretos referidos no livro apócrifo de Esdras, um apêndice de algumas versões da Bíblia. Os textos foram escritos em pequenas folhas de chumbo atadas com um arame.

 Para ler mais clique AQUI