terça-feira, 30 de outubro de 2012

Pão ungido.....

Mais uma da IURD. Se eu considerasse esta denominação evangélica diria que teria de haver uma reforma protestante em suas fileiras.... Mas enquanto seita somente oro para que seus seguidores possam um dia ter um encontro com Cristo. Quanto aos seus líderes.... Bem.......


Movimento Neopentecostal, sua teologia e consequências

Na semana passada finalizei a leitura do livro Movimento Neopentecostal Brasileiro de David Allen Bledsoe, publicado pela editora Hagnos. Como já havia dito quando estava em torno da metade do livro, ele causou-me excelente impressão. Uma rica pesquisa bibliográfica e de campo possibilitaram uma grande consistência para a análise teológica e eclesiástica que se fez deste movimento avaliado principalmente através do estudo de caso da IURD. 

O autor faz uma avaliação das ondas da propagação do evangelho ocorrido no Brasil iniciado pelo movimento protestante das igrejas históricas. Avalia em cada um destes períodos as principais denominações que  foram o estopim para aquela onda ou contribuíram significativamente para o desenvolvimento da mesma. Isto é vital para entendermos a evolução do movimento evangélico, bem como suas distorções no decorrer da história e como foi desembocar no movimento neopentecostal. 

A principal pergunta que o livro se propõe a responder é se este movimento contribuiu para a evangelização do povo brasileiro, e com  boa consistência e evidências, principalmente com bom diálogo teológico, podemos dizer que esta meta foi comprida. 

Já havia dito que sentia falta de um livro que respondesse de forma taxativa algumas questões profundamente relevantes,  que fazem profunda diferença quando analisamos se um movimente tem de fato a "chancela" de evangélico, e podemos afirmar que este material consegue fazer isso. 

A forma como o livro foi escrito é acadêmica, mas não de difícil leitura, pode, e deve, ser lido por cristãos que não tem uma formação teológica escolar. A leitura é agradável e faz com que você queira ir para a próxima página, dai para o próximo capítulo de foma muito agradável. 

Uma pequena critica seria alguns parágrafos que aparecem, mesmo que não de forma exatamente textual, em outros capítulos, que por outro lado serve para fixar alguns temas com maior ênfase. 

Leitura altamente recomendável. 

Agora vou começar a ler o livro Criação de Alister McGrath, e avaliando pelo volume Redenção que já li a expectativa é a melhor possível. 

Para saber mais acesse o site da Editora Hagnos Aqui.

A reflexão teológica e a ecologia.


A reflexão teológica e as concepções históricas do pensamento cristão estão constantemente passando por reflexões, transformações, reinterpretações e contextualizações da mensagem dos Evangelhos. Estas constantes reinvenções teológicas normalmente se estabelecem dentro de um contexto histórico-social, onde o pensamento e o conceito de sociedade conceito de sociedade merecem e/ou de uma interpretação cristã da realidade e que deve ser feita de maneira critica e criteriosa, não necessariamente dogmática, mas dialeticamente cristã.
A grosso modo dividi em 5 grandes temas em que seria possível a inferência teológica :
- Ética
- Capitalismo (não como objeto de estudo da economia, mas seus reflexos no pensamento e ação do indivíduo e suas conseqüências sociais.)
- Existencialismo - a questão do ser.
- A ontologia
- O Ser de Deus.
Apesar de que em menor ou maior grau (salvo alguns itens) todos podem ser relacionar e algumas vezes correlacionar. Há um tema que sempre foi objeto de alguma preocupação da minha parte e transpassa a todos os demais.

A crise ambiental pelo qual estamos começando a passar é antes de tudo um problema ético, com impactos diretos no modelo capitalista moderno, implicando em profundas alterações comportamentais, que pode mudar a forma de entendermos a realidade e claro sendo um problema humano encontraremos reflexos no entendimento do Ser de Deus.


Porém podemos afirmar que está crise é um problema teológico?

Para tentarmos fazer esta ponte podemos dizer que na atual conjuntura, se os índices de aumento da temperatura mundial continuar correspondendo às expectativas dos cientistas, suas conseqüências serão desastrosos para manutenção da vida humana. Desta forma o ser humano, ou melhor, dizendo a humanidade será confrontada com sua possível extinção, ou seja, a destruição de toda a vida no planeta terra, transformando este problema em uma questão existencial com reflexos existencialistas, passando como já havíamos dito por problemas éticos, e também filosóficos e religiosos, além é claro de científicos/tecnológicos, e consequentemente por interrogações teológicas.

domingo, 28 de outubro de 2012

Dialética cristã

Dilema moderno: cristianismo burguês x cristianismo radical, um vive da teoria outro se exaspera na prática e olha a esperança do futuro como reflexo que o impulsiona hoje.

sábado, 20 de outubro de 2012

Mais que palavras para falar de Cristo.

Voltei para casa ontem do hospital onde tirei uma "pequena" rocha dos rins e tive uma boa surpresa : recebi alguns lançamentos da Editora Hagnos. Como vou ficar de molho alguns dias aproveitei para  começar a lê-los de pronto. Segue abaixo a descrição dos livros e minhas primeiras impressões. A medida que for lendo vou postando maiores informações. 


Movimento neopentecostal brasileiro

Autor : David Allen Bledsoe 
200 pg.

David é missionário norte americano, com vasto curriculum acadêmico (detalhes Aqui) , com grande experiência no campo missional. 
A proposta do livro que ele escreve é fazer uma análise do movimento neopentecostal brasileiro, analisando especificamente com maior profundidade a IURD, para responder uma questão importantíssima : 

Esta denominação, como uma das representantes do neopentecostalismo no Brasil, facilita a evangelização da sociedade ? Achei o tema fantástico, não raro a questão sobre como encarar este movimento esbarra na falta de avaliações, principalmente de caráter teológico, como bem é citado na pg 15 :

" Dificilmente se encontra uma análise teológica desse movimento realizada por um estudioso brasileiro e nenhuma oferece avaliações missiológicas." 

Este parece ser um trabalho fundamental para o entendimento deste movimento e para a avaliação fundamentada teologicamente com relação a sua contribuição à evangelização. 

Mais detalhes sobre este livro AQUI

Encarnação

Autor : Alister McGrath

Outro material de excelente qualidade são os três volumes da série A verdade e o imaginário cristão (no total são 5 volumes: CriaçãoEncarnaçãoRedenção,Ressurreição e A visão cristã de Deus), escritos por Alister McGrath. O título deste post foi tirado da primeira impressão que tive ao ler o volume Encarnação. 

O resumo que posso fazer deste livro é : Magnifico!. A começar pela qualidade da publicação, material e gráfica, fechando com os textos escritos de forma fácil, porém elaborada. O livro passou-me a impressão viva de que para falar de Cristo é necessário mais que palavras, Alister, combina de forma magnifica teologia (conceitos profundos)  e arte para descrever, e tentar abranger pelo menos um pouco do grande mistério da encarnação, não é um livro de apenas uma leitura, mas de revisitas, há vários aspectos a serem captados nele.

 Indico para quem quer se aprofundar nos Evangelhos e na cosmovisão cristã e também na arte sacra, que nos proporciona tanta beleza e verdades, porém é pouco valorizada por nós cristãos protestantes. 

Mais detalhes sobre o livro AQUI

No decorrer da semana coloco mais informações e avaliações. 

domingo, 7 de outubro de 2012

Dons do Espírito Santo.


Creio nos dons do Espírito Santo, e creio que eles sejam distribuídos ainda hoje sim. Porém já vivenciei muitas manifestações que do meu ponto de vista não tinham nada de “espiritual”.

Entendo que os Dons do ES tem uma função dentro do corpo de Cristo, ou seja a sua manifestação é para a edificação da Igreja, assim como está escrito em 1Cor. 12.4-7:

“4.Há diferentes tipos de dons, mas o Espírito é o mesmo.5.Há diferentes tipos de ministérios, mas o Senhor é o mesmo.6. Há diferentes formas de atuação, mas é o mesmo Deus quem efetua tudo em todos. 7. A cada um, porém é dada a manifestação do Espírito, visando ao bem comum.”

Muitas manifestações atualmente parecem mais como performance de espetáculos do que manifestações espirituais que edificam a Igreja, apontam muito mais para o “poder” de certos líderes do que para Deus, que é de quem deve vir o sopro do Espírito.

Não raras vezes alguns tipos de manifestações trazem mais confusão do que edificação, com isto não estou dizendo não ser necessário o cristão sério buscar a manifestação dos Dons do ES, ao contrário esta deve ser feita com toda a dedicação possível, porém sempre se norteando pelo que nos ensina as Escrituras.

Quando por desconfiança ou medo a Igreja deixa de buscar o ES e os dons, todo o corpo de Cristo perde com isso, além de fragilizar a fé, perdemos a percepção de um Deus vivo e atuante nos dias de hoje inclusive.

Talvez um dos grandes problemas da Igreja dos dias de hoje seja não saber identificar e incentivar a manifestação dos Dons do ES dentro dos parâmetros da Bíblia. Pecamos pelo excesso ou pela falta.

sábado, 6 de outubro de 2012

Cosmovisão Cristã

Para quem deseja saber mais sobre o tema, seguem abaixo algumas sugestões básicas :

Pós-Modernismo ; Grenz, Stanley J. Ed. EVN, 250 pg.
Razão, Ciência e Fé; Thomas J. D. , Ed. Vida Cristã, 351 pg.
Panorama do Pensamento Cristão, Compilado Palmer, Michael D. Ed. CPAD, 519 pg.
Filosofia e Cosmovisão Cristã,  Moreland, J. P. & Graig, Willian Lane, Ed. Vida Nova, 750 pg.

Para entender um pouco do nosso tempo:
Tempos Líquidos, Bauman, Zygmunt, Ed. Zahar, 115 pg.

Se tiver interesse em aprofundar o tema pode solicitar uma das palestras abaixo, uma específica sobre Cosmovisão Cristã,  para sua Igreja : 


Igrejas Sadias para um mundo doente.


Palestra: Qual o meu lugar no mundo?

Esta palestra leva os ouvintes a questionar seu posicionamento com relação a sociedade atual e sua influência como cristãos. Na palestra é sugerido uma mudança de atitude, para que passemos de influenciados a influentes dentro das estruturas do mundo moderno.

______________________________________________________________________________

Palestra : O Fim das utopias : Hipermodernismo e  cristianismo; O papel do jovem na construção do futuro.

Conteudo : Trata - se  da análise das correntes ideologias sociais modernas, a sua influencia ou contraposição ao cristianismo e o papel que o jovem cristão tem na construção de um futuro comprometido com a ética do evangelho buscando o resgate de uma sociedade utópica possivel. 
Conceitos a serem explorados : Hipermodernismo, sociedades complexas, comunidades, pós-modernismo, papel da igreja na sociedade.

Objetivos : Demostrar as principais correntes ideologicas que influenciam o pensamento modernos, fazendo que o jovem consiga identificar estes padrões dentro do seu próprio contexto social. Demonstrar os pontos contrarios ao cristianismo. Criar um pensamento critico e responsável do jovem com relação a sua responsabilidade de levar o cristianimo para a sociedade como opção para a construção de um futuro melhor. resgatar o sonho utópico realizável.

____________________________________________________________________________

Palestra : Política x Cristianismo : Desenvolvimento de um Projeto de Poder Cristão


Trata-se da análise das correntes políticas-ideológicas modernas, e do recorrente perigo do niilismo e da profunda apatia que toma conta da sociedade com relação à política, e principalmente a falta de um projeto político cristão. 
  
A linha principal seria fazer com que o jovem observasse e compreendesse o papel e responsabilidade que tem como cristão em uma sociedade carente de projetos políticos coerentes com os conceitos cristãos.

Procurar desassociar o termo “Política” do viés pejorativo com o qual foi imposta nos últimos tempos.
Criar um pensamento critico e responsável do jovem com relação a sua responsabilidade de levar o cristianismo para a sociedade como opção para a construção de um futuro melhor. 

Objetivo: Nesta palestra pretendemos:

Observar e esclarecer à luz das escrituras, como se deve entender o conceito de política. 
O conceito de Reino de Deus.
O papel do Jovem na política
O que se pode entender como Projeto de Poder Cristão.
Modelos de Lideres Cristão que influenciaram a sociedade: Martin Luther King, Albert Schweitzer, C. S. Lewis, e outros.
O perigo de um Estado Teocrático.
Distorções religiosas: Estados Islâmicos X Estado Fundamentalista Americano.

Cosmovisão Cristã e Secularismo

Nos dias 3 a 5 de Outubro foi realizada em Curitiba a Conferência Teológica Vida Nova , com o tema : Cosmovisão Cristã e Secularismo. 

Os palestrantes convidados foram Norma Braga Venâncio e Pr. Luiz Sayão.  De forma geral as palestras foram boas, sendo que a primeira no dia 3 foi dada pela Norma Braga, que apresentou um entendimento da cosmovisão cristã como uma antítese do pensamento secular. Alguns pontos que palestrante abordou eu pessoalmente discordo do seu entendimento, principalmente porque ao meu ver distancia a Igreja de um diálogo com a sociedade, porém participo de outros conceitos que foram elaborados na palestra, principalmente com relação ao pouco preparo da Igreja para discutir questões vitais com a sociedade. 

Outro ponto que discordo da palestrante foi seu posicionamento com relação aos pensamentos econômicos, juntando em um mesmo saco a teologia da libertação, comunismo e missão integral. Há em todos estas formas de pensar profundas divergências e, claro, algumas convergências, mas não podemos colocar todas no mesmo nível. Discordo que o capitalismo, da forma como ele se apresenta hoje, seja a melhor opção de vida, creio que podemos construir formas mais harmônicas e cristãs de convivência. 

Nos dois dias seguintes tivemos a presença do Pr. Luiz Sayão que, no dia 4 apresentou de forma didática a história do pensamento secular, ou seja da formação do secularismo. Do meu ponto de vista foi uma excelente apresentação, somente creio que faltou um ponto importante no seu discurso que seria um ponto marcante para a imposição do pensamento secular, que foram as profundas guerras religiosas que sacudiram a Europa e que levaram ao questionamento do pensamento religioso, e do cristianismo como uma foram de vida justa. Mas de forma geral a apresentação do Pr Luiz Sayão foi uma grande aula. 

No Dia 5 Sayão apresentou uma forma de pensar pelo qual deve passar a leitura que nos cristãos fazemos do mundo e principalmente a forma como apresentamos nosso entendimento para a sociedade, e esta forma de pensar passa pela volta a uma teologia bíblica que deve levar em conta a transformação pessoal, como sinal do Senhorio de Cristo e um discurso sobre a verdade de forma humilde. 

De forma geral foram 3 noites que nos levaram a um meditação profunda de como podemos e devemos apresentar a Cristo em uma sociedade profundamente secularizada, diante de uma modernidade líquida e incerta, disposta a aceitar que cada um tem a "sua verdade", fazendo que de fato não haja verdade alguma... 

Este é um grande e profundo desafio para o cristão contemporâneo.